sex., 30 de abr. | no instagram da @_balaiar

Pedagogia do Fazer, uma educação conectada à vida - com Márcio Boás e Kely Almeida , da Escola Waldorf Rural Turmalina

Por que separamos trabalho e vida? Como entender ambos como parte de um mesmo fluxo, que é a própria vida? A Pedagogia do Fazer propõe novos olhares sobre a importância do nosso fazer quando ele nasce de necessidades da vida, entendendo que ações vivas e com sentido são por si atividades educadoras.
Pedagogia do Fazer, uma educação conectada à vida - com Márcio Boás e Kely Almeida , da Escola Waldorf Rural Turmalina

Horário e local

30 de abr. 19:00
no instagram da @_balaiar

Sobre o evento

Por que separamos trabalho e vida? Como entender ambos como parte de um mesmo fluxo, que é a própria vida? A Pedagogia do Fazer propõe novos olhares sobre a importância do nosso fazer quando ele nasce de necessidades da vida, entendendo que ações vivas e com sentido são por si atividades educadoras, sensibilizadoras e conscientizadoras. Um novo modo de olhar e se relacionar: a partir dos sentidos, das relações, das conexões, com tudo que vive ao nosso redor. Indo muito além do olhar habitual, que se dá a partir de eficiência e resultados, criados a partir de metas, muitas vezes desconectadas daquilo que é vivo. Márcio e Kelly vão partilhar conosco sua vivência cotidiana de levar a Pedagogia do Fazer para dentro da Escola Waldorf Rural Turmalina, localizada em Pau D'alho - Pernambuco. Lá o fazer pedagógico e o cotidiano agrícola se misturam, criando um riquíssimo entorno educativo para os jovens e crianças!

Kelly Almeida é pedagoga Waldorf há mais de 20 anos; professora pioneira da Escola Waldorf Rural Turmalina. Tem formação em Extra-lesson (Recursos Especiais em Pedagogia Waldorf), além de Psicopedagoga e Terapeuta do sistema  Floral de Minas.

Márcio Márcio Boás é professor de classe da Escola Waldorf Rural Turmalina, em Paudalho - PE. Natural de São Luís - MA, foi professor de música durante alguns anos e a partir de 2014, começou a estudar a Pedagogia Waldorf. Em 2015 iniciou trabalho na educação infantil Waldorf no Jardim Guará-Mirim em São Luís, onde ficou por 3 anos. Em 2018 transferiu-se para Pernambuco, onde passou a atuar com crianças do ensino fundamental no belo Entorno Educativo Turmalinense de Paudalho. Neste lugar vem aprendendo a trabalhar em comunidade em prol de crianças e jovens, buscando cada vez mais entender e se apropriar do fazer com sentido, tão necessário para a cura e desenvolvimento saudável do mundo.

Compartilhe esse evento